Páginas

junho 11, 2011

move on.

«i need your love like heart need the beat»

 
Não sei descrever o que senti quando o vi ao lado dela. Ele parecia feliz, leve, relaxado. Tão diferente da tensão que havia entre nós quando nos encontrávamos. Sorria mais e olhava para ela com certo carinho que eu nunca tinha percebido. Talvez quando ele olhava para mim o seu olhar era carregado de tanta magoa que era impossível ver além dela. Naquele momento tudo o que passamos juntos veio como um flash á minha cabeça e lembraram-me de dias em que éramos felizes e dias em que não havia nada entre nós, só um imenso vazio. Houve um instante onde eu pude sentir que eu abriria mão dele se fosse necessário. Um instante em que decidi que poderia abrir mão de minha felicidade para vê-lo bem. Um instante que veio, permaneceu, perdurou dentro de mim e então foi embora junto com as minhas lágrimas. Fechei os meus olhos e pensei “tu és forte o bastante para deixa-lo ir”, mas, quando os abri novamente desejei jamais precisar de mentiras para seguir em frente.

29 comentários:

  1. esthétique mas este ano vou para o Dona em principio e Tu

    ResponderEliminar
  2. adorei este texto simplesmente. "Fechei os meus olhos e pensei “tu és forte o bastante para deixa-lo ir”, mas, quando os abri novamente desejei jamais precisar de mentiras para seguir em frente." amo esta parte, amo!

    ResponderEliminar
  3. não , porque eu inscrevi-me num curso profissional

    ResponderEliminar
  4. arrependo-me das vezes que a minha mãe me convidava para ir a casa da minha avó e eu preferia ficar em casa, no computador, arrependo-me dos momentos que podia estar com ela e não estava. arrependo-me de não ter tido coragem de ir ao funeral dela ;s

    ResponderEliminar
  5. Cada atribui-lhe um significado diferente, mas não é por isso que devemos criticar as pessoas

    ResponderEliminar
  6. nao é isso, eu nao gosto e que esteja dividido em 2 partes :s

    ResponderEliminar
  7. não sabes a culpa que eu sinto, nao sabes mesmo. eu sinto que poderia ter feito muito mais, e nao fiz ;s

    ResponderEliminar
  8. eu sei, e acredita que preferia que isto tudo me passasse ao lado, mas não passa, porque eu amo demasiado a minha avó, ela era mesmo uma mãe para mim, era uma amiga, uma companheira, e é dificil não pensar em tudo o que podia ter feito de melhor para com ela :s

    ResponderEliminar
  9. Talvez, mas só quase...
    Às vezes a vida dá-me inspiração e saem estas frases!

    ResponderEliminar
  10. eu já falei, mas não adiantou de nada -.-

    ResponderEliminar
  11. Obrigada pelo comentário :)
    gosto dos teus textos, nota-se que sentes o que escreves.

    ResponderEliminar